Voltar ao topo

Na abertura do 5º Fórum FenaSaúde, presidente da CNseg aponta os desafios que pesam sobre a sustentabilidade da saúde suplementar

Evento realizado nesta quinta-feira, 24 de outubro, na Capital Federal, debate iniciativas que ampliem o acesso dos brasileiros à saúde suplementar, com a participação do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, entre outros representantes do governo federal

24 de Outubro de 2019 - Eventos

Ao realizar a abertura do 5º Fórum FenaSaúde, nesta quinta-feira, 24 de outubro, em Brasília, ao lado do presidente da FenaSaúde, João Alceu Amoroso Lima, o presidente da CNseg, Marcio Coriolano, destacou os desafios que pesam sobre a sustentabilidade da saúde suplementar no País. Segundo Coriolano, “a superação só prevalecerá com muito diálogo entre os participantes da cadeia de valor do setor”.

Para o presidente da Confederação Nacional das Seguradoras, tais desafios não são particulares do Brasil, como é o caso da dinâmica dos custos médicos face à renda das pessoas e dos orçamentos públicos, “presente tanto onde prepondera a atenção pública, como onde prepondera a privada ou o regime misto”. Outro desafio citado por Coriolano é o da busca pelo melhor modelo de acesso à saúde que consiga compatibilizar e dar sustentabilidade à relação de custos e capacidade de pagamento.

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS