Voltar ao topo

Avião atingido por míssil na Ucrânia era segurado pela Allianz

Desde janeiro, mercado segurador já arcou com quatro grandes perdas de aeronaves

18 de Julho de 2014 - Mercado

O Boing 777 da Malaysia Airlines, caído sobre a Ucrânia ontem, provavelmente atingido por um míssel, matando 298 pessoas, era segurado pela Allianz Global Corporate & Specialty, tanto para o casco como para responsabilidade civil, com participação das corretoras Aon e Willis na colocação do risco, de acordo com a mídia internacional.

O grupo segurador também está envolvido na regulação de outro acidente, o desaparecimento do MH17, da mesma companhia aérea. A expectativa é de que a regulação desse novo sinistro seja demorada em função de várias situações, entre elas, o fato de que reguladores das empresas aéreas europeias e americanas já terem alertado, em abril, que os vôos sobre a certas partes da Ucrânia, e sobre o local onde o avião foi abatido, particularmente, deveriam ser evitados.

Segundo as agências de notícia, a possibilidade do acidente anterior ser classificado como Cobertura de Guerra aumenta com o acidente de ontem. Desde janeiro, o mercado de seguro de aviação já arcou com quatro grandes perdas, como o incidente no Aeroporto da Líbia, onde os terroristas atacaram e destruíram dois A330, e o desaparecimento do MH17.

As ações da empresa aérea despencaram ontem nas bolsas e o risco de mais perdas é grande enquanto durarem os conflitos na região do Leste Europeu.

© Copyright - CNseg

© Copyright - FenSeg

© Copyright - FenaPrevi

© Copyright - FenaSaúde

© Copyright - FenaCap

© Copyright - Educação em Seguros

© Copyright - Poder Público