Voltar ao topo

Carta do Seguro de abril aborda a aceleração dos seguros patrimoniais e desaceleração de seguros de pessoas

Publicada pela CNseg, Carta já está disponível para download

12 de Abril de 2018 - Mercado

"Desaceleração persiste em fevereiro, mas seguros patrimoniais resistem e ainda crescem", afirma o presidente da CNseg, Marcio Coriolano, em seu editorial na edição de abril da Carta do Seguro, que apresenta análise de conjuntura do setor segurador.

Entre os segmentos de patrimônio, o ramos de automóveis cresceu 8,2% de fevereiro de 2017 a fevereiro de 2018, enquanto os de crédito e garantias, habitacional e rural cresceram 16,5%, 9,8% e 6,5%, respectivamente.

A publicação apresenta, ainda, entrevista com o economista e professor da PUC-Rio, Luiz Roberto Cunha, que apresenta uma reflexão sobre a taxa Selic, prevendo que será reduzida para 6,25% na reunião de maio do Copom.

E traz, também, análise conjuntural do economista da Escola Nacional de Seguros, Lauro Faria, sobre a sazonalidade do mercado e da desaceleração das arrecadações de seguros de ramos elementares e de planos de risco de cobertura de pessoas, desde o terceiro quadrimestre de 2017, entre outros pontos abordados.

>> Clique aqui para ler a  17ª edição da Carta do Seguro, na íntegra

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS