Voltar ao topo
image/svg+xml

CNseg presidirá a Comissão Regional Sul da Fides de 2021 a 2024

Posse dos novos dirigentes ocorrerá em janeiro de 2021

22 de Dezembro de 2020 - Mercado

 

O Presidente da Confederação Nacional das Seguradoras, Marcio Coriolano, é um dos membros eleitos para o novo Conselho da Presidência da Federación Interamericana de Empresas de Seguros (Fides). Ele será o segundo Vice-Presidente na chapa eleita por aclamação na assembleia geral da Fides, realizada no último dia 11 de dezembro.

Nessa condição, ele presidirá a Comissão Regional Sul da Fides, composta por cinco representações da Região: Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai. Coriolano declarou que “além da satisfação e orgulho pela indicação da CNseg, integrar o Conselho da Presidência representando um conjunto de Países tão expressivos da Fides é de uma enorme responsabilidade para todos nós brasileiros. Há evidentes objetivos comuns para garantir a sustentabilidade do sistema privado de seguros em escala continental. É uma oportunidade de interação que não podemos desperdiçar”.

O novo Presidente eleito da Fides, Rodrigo Bedoya, é o atual Presidente da Asociación Boliviana de Aseguradores (ABA) e Vice-Presidente da Ciacruz de Seguros y Reaseguros S.A.  A posse dos novos dirigentes ocorrerá em janeiro de 2021 para um mandato de três anos, encerrando-se em janeiro de 2024.

As demais comissões regionais da Fides serão conduzidas por: Eduardo Morón (Comissão Regional Andina); Pilar González de Frutos (Comissão Regional Norte) e Giancarlo Caamaño (Comissão Regional Centro América e Caribe). As comissões têm como missão identificar os desafios do setor segurador na sua área territorial e propor soluções, que considerem as particularidades de cada jurisdição e que estejam alinhadas às melhores práticas em seguros.

A Fides é uma organização sem fins lucrativos que congrega as associações representativas do setor de seguros de 18 países da América Latina, Estados Unidos e Espanha. Entre outras atribuições, cabe-lhe cuidar da imagem institucional do seguro e do resseguro, de estimular seu desenvolvimento, de promover o intercâmbio entre os mercados regionais e realizar pesquisas e programas de educação em seguros.

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Este site usa cookies para otimizar a sua navegação. Se não permitir, pode desativar essa opção no seu navegador ou sair do site.