Voltar ao topo
image/svg+xml

Desemprego tem piora nas projeções comentadas pela CNseg nesta segunda-feira

Em um contexto de inflação ainda elevada e corroendo a renda real, trata-se de um desafio a mais para mercados ligados à renda da população e das pessoas físicas, como muitos produtos do setor segurador, afirmou o economista Pedro Simões

05 de Abril de 2021 - Expectativas Econômicas

Poucas modificações nas projeções do Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (5). O PIB em 2021 deverá crescer 3,17%, pouco abaixo dos 3,18% estimados na semana passada. O IPCA de 2021 está previsto em 4,81% e a Selic em 2021 está projetada em 5% ao ano. “O olhar de todos continua na política, com expectativa sobre como ficará a questão do orçamento, não só os efeitos práticos em termos de gastos, mas também por conta da habilidade de articulação política após a reforma ministerial das últimas semanas”, comenta Pedro Simões, do Comitê de Estudos de Mercado da CNseg, a Confederação Nacional das Seguradoras.

Um dos destaques do Boletim Acompanhamento de Expectativas Econômicas semanal feito pela Superintendência de Estudos e Projetos (Suesp) da CNseg desta semana é a PNADc, divulgada na semana passada. “A taxa de desemprego foi de 14,2% no trimestre encerrado em janeiro (frente a 14,3% no trimestre encerrado em outubro do ano passado), representando um aumento de 3,0 p.p. em relação ao mesmo trimestre do ano passado. O crescimento da população ocupada perdeu força e o emprego com carteira assinada, que foi um destaque positivo no ano passado, recuou nas últimas duas divulgações. Em um contexto de inflação ainda elevada e corroendo a renda real, trata-se de um desafio a mais para mercados ligados à renda da população e das pessoas físicas, como muitos produtos do setor segurador”, afirmou. 

Captura-de-Tela-2021-04-05-as-15.26.32-768x402.png

>> Leia a o boletim completo clicando aqui.

Matéria publicada originalmente no blog Sonho Seguro

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Este site usa cookies para otimizar a sua navegação. Se não permitir, pode desativar essa opção no seu navegador ou sair do site.