Voltar ao topo

Metodologia do Instituto Recomeçar é expandida para o estado de Pernambuco

A chegada no estado é fruto da parceria com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos junto ao Patronato Penitenciário de Pernambuco, Instituto Recomeçar e Ação Pela Paz

16 de Novembro de 2020 - Instituto Ação Pela Paz

O trabalho e metodologia do Instituto Recomeçar, organização da sociedade civil que visa a reinserção do egresso prisional ao mercado de trabalho e tem atuação em São Paulo desde 2015, chegou ao estado do Pernambuco graças à parceria com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco (SJDHPE) junto ao Patronato, órgão público que apoia pessoas egressas no estado, e o Instituto Ação Pela Paz, que é apoiado pela CNseg.

Para celebrar o convênio, aconteceu no auditório da SJDHPE a assinatura do Termo de Parceria que contou com a participação do Dr. Pedro Eurico, Secretário de Justiça e Direitos Humanos; Josafá Reis, Superintendente Penitenciário do Patronato; Adriano Amorim, Coordenador de Execuções Penais do Patronato; Leonardo Precioso, Fundador e Gestor do Recomeçar; Solange Rosalem Senese, Cofundadora e Diretora-Executiva do Ação Pela Paz; e, Cícero Alves, Administrador de Empresas, formado enquanto cumpria pena no estado de Alagoas. Cícero foi considerado a pessoa privada de liberdade com maior pontuação do Enem no Brasil. Hoje, é bolsista da faculdade de Direito e será representante e multiplicador do Recomeçar no estado Pernambucano.

“É um grande divisor de águas porque agora vamos trabalhar em prol das pessoas que hoje estão reclusas, que vão sair, mas necessitam de uma oportunidade para recomeçarem suas vidas”, disse Cicero.

Serão 400 reeducandos do regime aberto e livramento condicional do Patronato local que passarão pela metodologia do Recomeçar nestes próximos doze meses, além de formação em cursos. Parcerias estão sendo realizadas com instituições de ensino, empresas e pessoas da sociedade civil para qualificação e empregabilidade para os atendidos.

“Ressocialização é sinônimo de trabalho e é com muita satisfação que celebramos mais essa parceria. Todo reeducando tem seu prazo de validade. Um dia ele sairá da prisão e nós faremos o possível para que aqui fora eles encontrem dignidade e cidadania”, afirma o Pedro Eurico. O Instituto Recomeçar recebe apoio do Ação Pela Paz desde 2018. “Esse convênio tem muita importância para nós, porque atua diretamente no nosso foco, que é apoiar a sociedade civil e o poder público em iniciativas que contribuam com a redução da reincidência criminal”, afirma Solange Senese.

Para mais informações, acesse acaopelapaz.org.br

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS