Voltar ao topo

Presidente e Diretora da CNseg destacam a importância do Prêmio de Inovação da CNseg

15 de Dezembro de 2021 - Inovação em Seguros

A cerimônia de entrega do Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros, promovido pela CNseg, aconteceu nesta quarta-feira, dia 15, e contou com um show de música ao vivo, trazendo clássicos nacionais e internacionais de todos os tempos.

Na ocasião, o Presidente da CNseg, Marcio Coriolano, afirmou que “muitas soluções para o mercado de seguros nos próximos anos estão na cabeça dos quinze finalistas que concorrem nas categorias “Produtos e Serviços”, “Comunicação” e “Processos e Tecnologias”.

A Diretora-Executiva da CNseg Solange Beatriz Palheiro Mendes, por sua vez, destacou a necessidade de “pensar de modo divergente, pensar no outro, pensar em como respeitar e agregar valor. Isso é diversidade e inclusão”, afirmou.

Leia abaixo a íntegra dos discursos do executivo e da executiva da CNseg

Marcio Coriolano, Presidente da CNseg

1605805236886.jpg

No período em que a CNseg completa 70 anos, o Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros, promovido com muita honra pela Confederação Nacional das Seguradoras, chega à sua décima edição.

Ao longo dessa trajetória, a premiação acumulou mais de 850 projetos inscritos, o que significa a contribuição de mais de mil profissionais, entre securitários, corretores e especialistas.

Hoje, podemos dizer, sem exagero, que muitas soluções para o mercado de seguros nos próximos anos estão na cabeça dos nossos quinze finalistas, que concorrem nas categorias “Produtos e Serviços”, “Comunicação” e “Processos e Tecnologias”.

Divulgar práticas inovadoras e que ampliem o mercado de seguros é um dos principais objetivos deste Prêmio. Portanto, nada mais justo que nosso querido e eterno inovador Braguinha dê seu nome à premiação.

Um dos empresários mais importantes do País, Antonio Carlos de Almeida Braga investiu em novas modalidades de seguros, aperfeiçoou o atendimento ao consumidor e incentivou a capacitação de profissionais. O seu legado, que também se estende aos esportes, servirá sempre como inspiração para todos nós.

Os seguros, nossa matéria-prima, sabemos, estão entre as maiores conquistas da humanidade.  Foram eles que permitiram a reconstrução dos países nos Pós Guerras e continuam amparando legiões de famílias e empresas. No Brasil, os seguros já contribuem com 6,7% do PIB, preservando patrimônios, atendendo a saúde e gerando pecúlios e rendas para contingentes enormes.

Os dois últimos anos foram muito desafiadores. A pandemia obrigou todo o setor a mostrar, na prática, sua capacidade de transformação. Esta premiação repete o nosso comportamento do dia a dia. A cautela pelo formato virtual, mas sem a perda da emoção humana.

Neste ano, a nossa jornada de inovação é marcada também por uma jornada musical, como os nossos mestres de cerimônia já bem colocaram.

O filósofo Nietzsche registrou que a vida sem a música é simplesmente um erro, uma tarefa cansativa, um exílio. Ele não poderia ter sido mais preciso. E sobre o nosso contexto particular dos seguros, acrescento: os seguros, sem inovação, se distanciam do seu papel de proteção para empresas, famílias e pessoas. Perdem sintonia com sua missão.

Assim, convido todos a prestigiarem nossa jornada, os nossos campeões inovadores e nosso mentor Braguinha, na décima edição do Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros. E que venham muitos anos mais.

Solange Beatriz Palheiro Mendes, Diretora-Executiva da CNseg

solange.jpg

O Prêmio de Inovação em Seguros, na sua essência, traz as questões Ambientais, Sociais, de Governança e de Diversidade. E foi para estimular ainda mais esse olhar ASG, que agora, em 2021, incluímos como um novo critério de avaliação dos projetos, a adoção de práticas que estejam em sintonia com os Princípios de Sustentabilidade em Seguros.

Nos últimos três anos, recebemos diversos projetos que buscaram atender às demandas dessa nossa nova sociedade. Soluções envolvendo a equidade feminina, as mudanças climáticas, a saúde emocional, a humanização nos processos, o cuidado com o idoso, a mitigação de litígios, um atendimento à saúde a distância, a inteligência artificial a serviço do cliente, facilidades digitais para melhor acesso de nossa população e de nossos segurados, entre muitos outros projetos.

Com tantos projetos inovadores que participaram e participam da premiação, nesse novo formato digital. Como vocês estão vendo, estamos inovando. Tentando, errando, mas com a determinação de acertar e proporcionar valor.

Portanto, nós estamos comprometidos também com a inovação. E a música, como um alimento da alma, foi uma ideia que abraçamos para compor essa nossa comemoração.

Não poderíamos deixar de incluir em nossa trilha musical a vanguarda da música brasileira. Trouxemos não apenas artistas consolidados na história da MPB, mas aproveitamos para destacar também nomes recentes. Artistas como Marilia Mendonça, cuja morte precoce fez reverberar ainda mais a sua bandeira feminista, vinda do palco da música sertaneja, gênero dominado pelas vozes e ideias masculinas. Ela foi inovadora porque foi na contramão. Ironizou o discurso machista e a voz feminina apareceu.

Por isso, ganhou  um lugar de honra entre as grandes mulheres da música brasileira, como Chiquinha Gonzaga, Elis Regina, Maria Bethânia, Dona Ivone Lara, Elza Soares e tantas outras.

Além da luta feminina, lembramos  do combate ao racismo, que é estrutural e complexo em nosso País. E ninguém melhor para falar do assunto do que o rapper Emicida, que clamou que deixássemos sua voz falar, não as suas cicatrizes, justamente porque “achar que as mazelas definem as minorias é o pior dos crimes. Seria dar o troféu aos algozes”.

Então, vamos aproveitar esse Prêmio, que tão justamente homenageia Antonio Carlos de Almeida Braga, que nós da CNseg temos um orgulho imenso por termos inovado com essa homenagem a ele ainda em vida, ele que tanto prestigiou a CNseg e a esse Prêmio e deu sua contribuição de enorme valor a esse setor segurador e a essa nossa sociedade.

Essa homenagem a Antonio Carlos de Almeida Braga celebra a união entre a diversidade e a inovação. Afinal, foi a mistura dos batuques africanos com os ritmos europeus, que deu origem ao samba.

Isso é inovar. Traçar relações insuspeitas. Pensar de modo divergente. Pensar no outro. Pensar como respeitar e agregar valor. Isso é diversidade e inclusão.

E o setor de seguros, com as várias centenas de empresas e entidades, está caminhando a passos largos nessa direção. E a CNseg tem procurado cumprir com o seu papel. Portanto, só parabéns para todos vocês que só contribuem para um mundo melhor.

 

 

Assista abaixo a íntegra da cerimônia

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS

© Copyright - CNseg

© Copyright - FenSeg

© Copyright - FenaPrevi

© Copyright - FenaSaúde

© Copyright - FenaCap

© Copyright - Educação em Seguros

© Copyright - Poder Público