Voltar ao topo
image/svg+xml

Projeto oferece formação em gastronomia e em empreendedorismo para egressos do sistema prisional e familiares

Apoiado pela CNseg, a ONG Mensageiros da Esperança está desenvolvendo 15 egressos prisionais e familiares na área de gastronomia e dando suporte para que eles possam empreender na área

25 de Março de 2021 - Instituto Ação Pela Paz

 

A ONG Mensageiros da Esperança existe há 22 anos e possui a missão em capacitar, desenvolver e empoderar pessoas em vulnerabilidade social, com foco nos jovens e mulheres das periferias de São Paulo, por meio da educação, do empreendedorismo e da sustentabilidade com várias capacitações e ações afirmativas.

Em janeiro, com o suporte do Ação Pela Paz, organização que recebe o apoio da CNseg, a organização começou o curso “Receitas Para Vida” que capacita 15 pessoas egressas do sistema prisional e familiares na área de gastronomia e empreendedorismo, para que os participantes possam aprender uma nova técnica e empreenderem com ela. Além disso, acontece semanalmente um grupo de apoio psicológico e de constelação familiar para que sejam trabalhados aspectos interiores dos beneficiários pelo curso.

Este é o primeiro projeto da Mensageiros da Esperança com o público e, para Verônica Machado, professora de empreendedorismo do curso, Fundadora e Diretora de Relações Institucionais e de Projetos da ONG, trabalhar com egressos prisionais e seus familiares está sendo um ganho positivo para a instituição. “Para realizar estes projetos com as pessoas egressas eu tinha a expectativa de que seria muito mais difícil e que o grupo seria mais complexo, e eu tive uma grata surpresa. O grupo é participativo, eles gostam, estão atentos e com vontade de crescer”, comenta Verônica.

Em uma avaliação inicial, 57% dos participantes disseram que possuem pouco ou nenhum conhecimento da área de empreendedorismo, mas isso está surpreendendo a ONG. “Eu percebo que peguei uma turma que não conhecia nada de gestão e hoje eles estão bem interessados. No geral, eu diria, que houve na turma um avanço muito significativo e surpreendente nesta questão, eles estão indo muito bem com empenho e dedicação”, comenta a professora.

As aulas e grupos de apoio terapêutico e psicológico ainda estão acontecendo. Os alunos, ao final do curso, participarão de uma banca para apresentar e mostrar seus conhecimentos e gravarão um vídeo falando sobre suas ideias de negócios. Para apoiar os alunos que tiveram o melhor desempenho e possuem interesse em empreender na área, o projeto dará um apoio financeiro para que eles deem seus primeiros passos em seus negócios.

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Este site usa cookies para otimizar a sua navegação. Se não permitir, pode desativar essa opção no seu navegador ou sair do site.