Voltar ao topo
image/svg+xml

Responsa em 2020: organização apoiada pela CNseg finalizou o ano com bons resultados e frutos colhidos

A organização se fortaleceu, cresceu e se reinventou em um ano pandêmico

25 de Janeiro de 2021 - Instituto Ação Pela Paz

O Responsa é uma organização da sociedade civil que se caracteriza como uma agência de empregos social para pessoas egressas do sistema prisional. Fundada em 2017 pela assistente social e egressa prisional, Karine Vieira, o Responsa recebe apoio do Ação Pela Paz, organização que a CNseg é apoiadora, desde seu início.

Ao procurar pela ONG, a pessoa passa pela “Jornada Responsa”, uma metodologia própria que acompanha e acolhe o atendido desde seu cadastro na organização até sua entrada no mercado de trabalho. Dentro do processo tem o atendimento psicossocial e “Capacitação Fênix”, no qual o egresso possui toda assistência para que possa adentrar ao mercado de trabalho de forma responsável, consciente e autônoma.

Em 2020 o Responsa atendeu e capacitou 666 pessoas egressas prisionais e gerou renda para 358 atendido, sendo 61% temporários, 31% autônomos (MEI), 5% no regime CLT e 3% empreendedores. Em comparação com 2019, houve um aumento de 219% em atendidos pelo Responsa gerando renda. Por conta da pandemia, no decorrer dos meses este número mudou, atualmente, além dos empreendedores, há 29 pessoas trabalhando ativamente em sete empresas, desses 55% são autônomos (MEI) e 44% CLT.

O Responsa acompanha todo processo dos egressos contratos pelas empresas, fazendo a capacitação, processo seletivo e gestão dos contratos. “Pela expertise que temos com as pessoas egressas, esse processo todo que isso dá muito certo. Percebemos que, quando a escolha da pessoa para vaga parte de nós, há menos desligamentos e as pessoas tendem a permanecer mais nas vagas e isso é positivo”, comenta Karine.

SELO RESPONSA

Com o objetivo de reconhecer as empresas que contribuem pela igualdade social, por meio da contratação de mão de obra egressa, impactando diretamente na redução da violência e na reincidência criminal e parceiros que queiram apoiar a causa, a ONG criou o “Selo Responsa” que foi lançado em um evento que contou com a participação dos músicos Seu Jorge, Dexter, dos empresários Marcello Loureiro, embaixador e conselheiro do Responsa, e Jayme Brasil Garfinkel, presidente do Ação Pela Paz.

“Ter o Selo Responsa é ter um reconhecimento que significa responsabilidade social, sustentabilidade e apoio a esse público que se encontra na margem da sociedade, excluído socialmente”, expõe Karine.

Durante a live também foi lançada uma campanha de doação para o Responsa, para que a organização continue seu trabalho e impacte cada vez mais pessoas.

É empresa ou pessoa física e quer saber como ajudar ou contratar pessoas egressas? Entre em contato pelo WhatsApp (11) 98103-5865.

AÇÕES NA PANDEMIA

Para muitas pessoas e organizações, 2020 foi um ano de inovação. Com a chegada da pandemia, que trouxe muitas mortes e a necessidade do isolamento social, foi preciso de reinventar para que as ações e projetos pudessem acontecer de forma efetiva. Não foi diferente com o Responsa, que perder alguns contratos com empresas por conta deste momento.

A organização precisou criar ações emergências para ajudar seus atendidos, conheça:

Feirante Responsa: o Valmir André, egresso e participante do Responsa, trabalha em feiras de ruas na periferia de São Paulo. Como sempre via que ao final sobravam legumes, frutas e verduras, articulou com os feirantes para que doassem os alimentos ao Responsa e eles aceitaram. Ao final da feira, alguns voluntários pegam as caixas com comidas e distribuem aos beneficiários da ONG e aos moradores da região.

Empreendedor de Responsa: para ajudar os assistidos que possuem a vocação e a vontade de empreender, o Responsa impulsionou financeira e mentorias a doze pessoas para abrirem seus próprios negócios para ajudar na renda doméstica.

Distribuição de cestas básicas: o Responsa, em parcerias com empresas, realizou a distribuição de duas mil cestas básicas aos cadastrados na organização para ajudar neste período.

E PARA 2021...

Para 2021 a ideia é apoiar o empreendedorismo, além das parcerias com empresas para contratação. Já no início do ano o projeto Empreendedorismo de Responsa será fortalecido com um curso que ajudará pessoas egressas prisionais e familiares de pessoas privadas de liberdade a abrirem seus negócios utilizando seus saberes. A formação será executada pela Agência Besouro, em parceria com o Responsa, a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP), por meio da Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania, e o Ação Pela Paz. As pré-inscrições estão abertas, para saber mais, acesse: cutt.ly/empreendedor-de-responsa

Além disso, a organização contará com um voluntário da área comercial que estreitará laços com empresas para gerar empregos aos assistidos, além de “trazer novas perspectivas para o responsa e o mercado de RH, diversidade e inclusão”, complementa Karine.

Com os assistidos, serão realizadas rodas de conversa com a premissa de “egressos apoiando egressos”, o espaço será para compartilhamento de experiências, vivências, angústias e superação, a ideia é que forme uma rede de apoio entre eles e que aja, cada vez mais, um fortalecimento e união dos egressos do sistema prisional.

Quer saber mais sobre o Instituto Ação Pela Paz? Entre em contato com: contato@acaopelapaz.org.br

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Este site usa cookies para otimizar a sua navegação. Se não permitir, pode desativar essa opção no seu navegador ou sair do site.